AMIGOS DO PERÓ: EXEMPLO DE CIDADANIA, UNIÃO E AÇÃO

Deu no Blog: http://www.carpediemluciana.com/2013/07/amigos-do-pero-exemplo-de-cidadania.html

Já publiquei aqui no meu blog vários exemplos de cidadania. São vários textos sobre o trabalho de cidadãos, individualmente, ou de grupos organizados que têm por fim somente o bem comum, uma sociedade melhor pra se viver.
São iniciativas maravilhosas e que devem servir de exemplo para todos nós, por isso acho que devem ser amplamente divulgadas nas redes sociais.
Hoje no face vi uma foto que registra mais um trabalho fruto da união não só de moradores como também de apaixonados pela regiãodo Peró, em Cabo Frio.
Os quiosques da Praia do Peró receberam 15 (quinze) lixeiras de 200 litros doados e transportados por Amigos do Peró. São 15 barris reutilizados com capacidade total de 3 toneladas.
Eis aí mais uma prova de que, se queremos uma cidade melhor, só com a união de mais e mais pessoas nesse sentido é que será possível. Uma andorinha não faz verão, o trabalho não é de um, ou de outro. O trabalho é de todos, da equipe, do conjunto. E o resultado reverterá em uma praia mais limpa e agradável para todos.
Deixo aqui o trecho de um texto que fiz há mais de um ano, mas que descreve justamente esse espírito participativo, de união e cooperação que é a única saída para obtermos uma cidade melhor para se viver:


 “Cidadania hoje traduz interesse e participação. Interessar-se pelo bem comum e contribuir de diversas formas para realizá-lo. Em relação à participação, foi aí que a evolução se fez maior. Hoje, são inúmeras as formas de participação.
Muitas vezes nos sentimos desanimados, pois elegemos nossos representantes e depois não conseguimos interferir em suas decisões. Mas, não podemos medir a eficiência de nosso exercício de cidadania pela capacidade de dirigir as decisões dos representantes. Podemos sim medi-la por nossa colaboração diária em direção aos objetivos comuns que almejamos. Estaremos exercitando eficientemente nossa cidadania no momento em que estivermos utilizando plenamente os recursos que temos nas mãos em prol do bem coletivo, que é o objetivo a ser alcançado. Não seremos cidadãos somente nos momentos em que obtivermos sucesso em nossos objetivos. Poderemos nos designar cidadãos à medida em que estivermos colaborando e fazendo nossa parte para o bem social. Estamos exercendo nossa cidadania, por exemplo, quando ajudamos no recolhimento do lixo na nossa rua, em nossas praias; quando contribuímos para reduzir o desperdício de forma geral, seja de água, alimentos, produtos, etc.; através do exercício da solidariedade, pois a solidariedade está intimamente ligada ao conceito de bem comum; entre outras ações práticas de nossa vida diária”. http://www.carpediemluciana.com/2011/10/cidadania-nos-dias-atuais.html

Parabéns à Praia do Peró pela conquista e aos Amigos do Peró  pela iniciativa. Parabéns também ao Ondas do Peró (Marcelo Valente), que, como diz com muita propriedade meu conterrâneo Machado Silva, é um verdadeiro “guardião” da natureza.
Que desta união surjam outras ações como esta, e que o “sonho de ver esta área realmente protegida, como a natureza merece” seja conquistado como merecimento pela boa vontade, espontaneidade e doação de energia, amor e trabalho de todo este voluntariado tão dedicado à nossa natureza.
1002384_690460207646118_299104871_n
Boa tarde galera….Com muita alegria trago essa notícia…As LIXEIRAS dos Amigos do Peró chegaram!!…Com apoio dos nossos Amigos do Peró ..Fabio Augusto (Doação dos barris) e Duda ( Medeiros Aves de São José do Vale do Rio Preto – transporte Itaipava Peró)..Reutilizados.. e prontos para atender nossa Praia.. com capacidade total de 3 toneladas os 15 barris…..Agora é conscientizar a galera…..Com UNIÃO seguiremos lutando por um Peró melhor…com nossa natureza preservada…..Obrigado a todos….PRESERVE A NATUREZA…JOGUE O LIXO NO LIXO…aloha https://www.facebook.com/photo.php?fbid=690460207646118&set=a.652831441408995.1073741841.649003988458407&type=1
Luciana G. Rugani

CABO FRIO – PRIMEIRA CIDADE A OUVIR O CLAMOR DAS RUAS

Deu no Blog: http://www.carpediemluciana.com/2013/07/cabo-frio-primeira-cidade-ouvir-o.html

Nos últimos dias vimos manifestações por todo o país. O povo foi para as ruas e se fez ouvir. Foram organizados diversos protestos através das redes sociais.
Em Belo Horizonte, reunião plenária da Câmara ocorrida sábado passado não aprovou a abertura da planilha de cálculo das tarifas do transporte coletivo. Desde então, a Câmara Municipal está ocupada por cidadãos ali acampados, dia e noite, que, de maneira pacífica e organizada, discutem temas e votam quesitos para serem colocados em reunião que até hoje aguardam com o prefeito municipal.
Em contrapartida, vemos em Cabo Frio uma situação completamente diferente, em que o próprio prefeito propôs uma revisão geral, junto à população, de todo o seu plano de governo. Propôs ao povo participação direta na tomada de decisões em diversas áreas. Se adiantou até mesmo ao governo federal, foi o primeiro governante a dar ouvidos ao clamor popular que vinha das ruas.
E, em relação ao transporte público, também teve atitude inédita: marcou uma audiência pública para abrir a planilha de custo da passagem de ônibus. Será, no Brasil, a primeira audiência pública deste assunto após o movimento das ruas. Acontecerá amanhã, dia 03/07,  às 10 h, no Tamoyo Esporte Clube, na cidade.
Nas atitudes é que percebemos a diferença no respeito devido ao cidadão. Enquanto uns e outros permanecem fechados na velha forma autoritária de fazer política, o prefeito de Cabo Frio, Alair Corrêa, dá o exemplo mostrando que política hoje não se faz no silêncio dos gabinetes sem ouvir a voz da população. Ele não se faz esperar, e vai até a população.
Já dizia o grande Milton Nascimento: “todo artista tem de ir aonde o povo está”. E eu digo que a Política (com P maiúsculo) é a arte de encontrar caminhos para a conciliação de interesses diversos em prol da realização do bem comum, portanto o político também é um artista, logo, também deve ir aonde o povo está. É esta a atitude que os cidadãos de hoje esperam de um político, isto que Alair soube captar tão bem e, de forma pioneira no país, aplicar em seu governo.
Luciana G. Rugani