Pássaros.


Meus lábios,
Meu olhar,
Minhas mãos,
Meu falar.
Na tarde de um dia
Me encanto com um pássaro a voar,
Numa sensação firme liberto encanto
Vem ao meu encontro,
Parecendo que tudo é belo, tudo é paz e tudo é amor.
Mas, logo volta em mim
Uma sensação de realidade fragmentada e de dor,
Não fico por aí,
Pois no seio do universo
Não se admite retrocesso,
Encaro novamente como o pássaro
A busca que a liberdade me traz,
E fixo neste encanto
Promovendo novo encontro com o ato de voar.

Hairon H. de Freitas
11/7/2020