A pena!


Hoje um passarinho trombou na janela do nosso apto.
Foi um barulho forte, estrondoso. Eu estava falando com um amigo no telefone celular e ouvi um duplo impacto, parecendo serem dois passarinhos que voavam meio desligados de suas manobras em pleno voo. Poderiam estar buscando comida, namorando ou fugindo de algum inimigo alado.
Fui até a janela e abri uma das partes onde encontrei a pena que repousava sobre o peitoril, fiquei analisando os detalhes de uma enorme parte do passarinho. Pensei: “não importa a espécie e o grau de valorização dos ornitólogos ou criadores, o que importa é o reconhecimento da complexidade da formação desta pena, o valor que a mesma dá ao pássaro, facilitando o seu voo perfeito. O que importa mais ainda é que, ao abrir a janela, olhei para baixo e não encontrei traços de nenhum pássaro sobre o telhado da área privativa do prédio.
Fiquei imaginando que ele, ou eles podem ter se ferido e passam por dores, pelos abruptos impactos que poderiam, ou podem, não sei ao certo, levá-los a morte.
Por mais um momento fiquei a olhar a pena, senti-la em sua maciez, leveza e em sua forma, Concluí mais uma vez de que Deus existe e não há como ignorar o desenvolvimento de milhões e milhões de anos de uma espécie.
Deus é o Senhor da vida e nos concede o direito de viver a cada instante, a cada dia de nossa vida como motorista e observador de nosso próprio destino.
Valorizar a vida é estar com Deus e toda a sua criação, jamais podemos ignorar os animais e imaginarmos de bem com Deus.
Hairon H. de Freitas.

Anúncios

Elucidações de Escritor Geraldo Lemos!


É incrível como a esquerda brasileira é anti-democrata. Não respeita a livre expressão e o livre arbítrio dos que tem opinião diversa da sua. Se infiltrou no movimento espírita, apesar de sua realidade materialista histórica. Partem para o ataque vil na página alheia como se tivessem este direito. Isto bem mostra sua real intenção: de se estabelecer no Brasil a ditadura marxista leninista. Onde está o respeito à liberdade alheia? Gente que não nos conhece, não convive conosco, e não conviveu com Chico Xavier se julga na posição de juízes das nossas consciências e árbitros de nossos destinos! Triste realidade esta prevista sim por Chico Xavier a todos nós que convivíamos com ele. Em 1989 Carlos Antônio Baccelli, Márcia, Dra. Marlene Nobre, Eurípedes, Vivaldo, Sonia Barsante, Dirceu Abdala, Nubor Nubor Orlando Facure, Marilusa Moreira Vasconcellos, Geraldo Lemos Neto eu próprio, e dezenas de outros amigos ouvimos tudo isto de Chico Xavier, tão bem explicado por Carlos Baccelli neste post. O perigo que Lula representava para a nação. O projeto de trevas que ele implantaria no Brasil. A falsidade de uma imagem na pele de um cordeiro enganando a muitos, mas que na realidade era um lobo. A quadrilha de assalto aos cofres públicos que ele estabeleceria no país com o objetivo financiar a sua própria perpetuação no poder. A descoberta de tudo pelas vias da justiça e sua final prisão do chefe Lula. Tudo aliás se confirmou para qualquer pessoa que tenha honestidade intelectual de enxergar os fatos. Centenas de Bilhões de reais foram desviados dos cofres públicos e das empresas estatais (Mensalão, Petrolão, Orcrim, Lava-jato, e dezenas de outros escândalos). São esses bilhões de reais desviados que matam, que ferem, que estupram, que geram a desordem social e o caos econômico em que o Brasil mergulhou a partir do governo de Dilma Rousseff e de Michel Temer. São esses desvios a real causa do Brasil ser um dos países mais violentos do mundo, um dos países mais desiguais entre os em desenvolvimento. Respeitem o voto livre da nação brasileira que acordou de seu sono letárgico para protestar com seu voto contra toda essa espécie de coisas e deu a Bolsonaro a maior votação de um primeiro turno no Brasil na história das eleições. Aprendam a respeitar a democracia! Viva o Brasil que não se curva diante do patrulhamento ideológico nem aceita mais o cabresto de falsas ilusões! Chico Xavier sim previu este momento glorioso, quer vocês queiram ou não! E Carlos Baccelli assim como eu, e muitos e centenas de nós que convivíamos com ele na intimidade somos sim fiéis a ele e seremos fiéis a ele até o fim!
Geraldo Lemos

A Nova face da Política

São Paulo – Manifestação na Avenida Paulista, região central da capital, contra a corrupção e pela saída da presidenta Dilma Rousseff (Rovena Rosa/Agência Brasil)


Eu participei, em 1978, quando fiz o curso de Turismo no Estadual Central – BH, da famosa Fanfarra Escolar. Saíamos de BH em quatro ou seis ônibus em direção a Ouro Preto. Era muito bom, já que esta era a praça de protestos e reivindicações. Na época existia a guarda mirim, vestiam camisa e calção brancos com detalhes vermelhos como se representassem a bandeira de Minas Gerais. Ficavam na praça dando orientações aos turistas sobre os museus, hotéis, restaurantes e igrejas.
Hoje vejo onde chegamos! Lamentavelmente aconteceu no Brasil um retrocesso enorme na educação, na moral, na segurança, enfim, em todo trato governamental. Sinto que precisamos urgentemente resgatar os valores e princípios que fundamentam a verdadeira família brasileira.
O perfil da época mostrava o povo brasileiro com essência respeitadora, moderado e geralmente não gostava de participar de política, pois achava que se contaminaria com a sujeira que a compõe. Não entendiam que a política representa o saneamento de uma nação, contudo nestes 30 anos houve um amadurecimento crítico das pessoas através do uso da internet e da queda brusca de valores que deixou a todos aturdidos por terem permitido que os medíocres assumissem o comando da nação.
Atualmente muitas pessoas estão dando opiniões e esmerando-se para entender de política. A mentalidade vem mudando drasticamente e muitos querem resgatar o que de melhor ficou nos anos 70. Viram o quanto foram inaptos diante da nação, permissíveis diante das leis e incongruentes sobre muitos assuntos.
O cenário político de hoje passa por um momento intenso, onde muitos candidatos seguiram a correnteza e continuam repetindo o mesmo lema de muito tempo, no entanto, dentre eles surgiu um que tocou toda a nação. Quase toda mídia vem agindo como fake news, mentindo descaradamente sobre as estatísticas e semeando dúvidas sobre a vida particular do mesmo, já que não encontram nenhuma denúncia de corrupção em todos anos em que esteve no cargo de deputado federal. Este candidato não contou com o dinheiro público para sua campanha, promete valorizar a polícia e tomar conta da segurança.
Fala sobre assuntos econômicos e, positivamente, devido à sua ascensão nas pesquisas, a bolsa subiu e o dólar caiu. O apoio de vários empresários vem crescendo, e ouso dizer que Jair Bolsonaro será o novo presidente do Brasil!
Hairon H. de Freitas

Uma Linda Canção!

O ser humano é um imitador nato. Quando o cantor entoa esta linda canção, as pessoas demostram seu carinho através dos gestos e suas feições são modificadas pela graciosidade da canção. Que possamos transmitir o amor em nosso caminho até chegarmos ao ponto em que, até mesmo calados, sem dizermos nada, mesmo assim transmitiremos a paz e ela tocará os corações, podendo levar aos prantos. Somos seres sensíveis e podemos valorizar o amor, sempre o amor!
Hairon H. de Freitas

Créditos: Neste vídeo assistimos a apresentação do cantor Martin Hurkens!

O Auxílio Virá.


O problema que te preocupa talvez te pareça excessivamente amargo ao coração. E tão amargo que talvez não possas comentá-lo, de pronto.

Às vezes, a sombra interior é tamanha que tens a idéia de haver perdido o próprio rumo.

Entretanto, não esmoreças. Abraça o dever que a vida te assinala.

Serve e ora. A prece te renovará energias. O trabalho te auxiliará.

Deus não nos abandona. Faze silêncio e não te queixes.

Alegra-te e espera, porque o Céu te socorrerá. Por meios que desconheces, Deus permanece agindo.

Espirito Emmanuel – Chico Xavier

Madre Tereza de Calcutá – Mensagem


O dia mais belo: hoje
A coisa mais fácil: errar
O maior obstáculo: o medo
O maior erro: o abandono
A raiz de todos os males: o egoísmo
A distração mais bela: o trabalho
A pior derrota: o desânimo
Os melhores professores: as crianças
A primeira necessidade: comunicar-se
O que traz felicidade: ser útil aos demais
O pior defeito: o mau humor
A pessoa mais perigosa: a mentirosa
O pior sentimento: o rancor
O presente mais belo: o perdão
o mais imprescindível: o lar
A rota mais rápida: o caminho certo
A sensação mais agradável: a paz interior
A maior proteção efetiva: o sorriso
O maior remédio: o otimismo
A maior satisfação: o dever cumprido
A força mais potente do mundo: a fé
As pessoas mais necessárias: os pais
A mais bela de todas as coisas: O AMOR!

Madre Teresa de Calcutá

A hora é agora!

Neste minuto eu posso melhorar o meu ser, o meu aspecto de vida…

O que está acontecendo conosco, por que tanto ouvimos, assistimos e praticamos a violência em nosso mundo?

Se analisarmos a vida em nossa sociedade dos anos 70 até nossos dias, veremos que a intolerância, dentro do quadro da violência, tem crescido assustadoramente.  Nós estamos perdendo a referência moral pela banalização de tudo que mantínhamos dentro de certos preceitos, como: sexo, relacionamento, lazer, respeito, enfim são tantas coisas das quais abusamos  que passamos a infligir em nossos corpos um hábito de reflexo imediato de raiva, até mesmo ira, pelas coisas que acontecem à nossa volta.

Tenho observado nos relacionamentos, no trânsito, no trabalho, nas escolas, um acentuado grau de intolerância, pois as pessoas não estão mais dispostas a se manterem no caminho do meio.  Somos todos levados pelo acentuado grau de ceticismo, de egoísmo e de revolta e com isso nos capacitamos a julgar, condenar e aprisionar em nosso ego a arbitrariedade da pena.

Nos anos 70, vivíamos o reflexo dos anos anteriores, quando nos debruçamos sobre os grandes filósofos e na rigidez da igreja, a qual conteve adormecida esta intemperança desastrosa que presenciamos nos dias atuais. Saímos de um ponto mórbido, de uma contenção absoluta imposta pelo medo, para o outro extremo onde a revolta e a raiva incontida subtraem o melhor de nossas vidas. Sairmos de um ponto para outro extremo é como sairmos da brasa para cairmos no fogo. O melhor caminho é o do meio e para isso precisamos nos domar, assim como fazem com os equinos que necessitam de freios e arreios, para que a autoeducação não fique comprometida.

Vigiai e Orai para não cairdes em tentação – Jesus.
Muita Paz!
Hairon H. de Freitas.