Ensinamentos de Divaldo em seus 90 anos.

Fico sempre muito feliz ao ver e ouvir os ensinamentos de Divaldo Franco, fico feliz também por Haroldo Dutra estreitar a distância nos trazendo o presente de ouvir as palavras incentivadoras e elucidativas de Divaldo Franco.
Segue o vídeo: https://youtu.be/cynlHK_4KUs
Não deixem de assistir são lindas as palavras.

Fortalecimento da Nossa Autoestima

Recebi e resolvi compartilhar com vocês, já que são forças para fortalecimento de nossa autoestima.

JUIZ FEDERAL WILLIAN DOUGLAS ESCREVEU SOBRE O GOL MAIS BONITO DE 2015 (PRÊMIO PUSKA DA FIFA). Vale a pena ler e energizar-se para 2016.

“Não sei se todos acompanharam, eleição da Fifa do gol mais bonito de 2015.
Dentre milhares e milhares de gols pelo mundo, foram indicados 3 para final. Um gol do Messi, outro do italiano Florenzi e um do brasileiro Wendell Lira.
O curioso é que quando o brasileiro foi indicado para o premio, ele estava desempregado.
Quando ele fez o gol, ele jogava num time da 4ª divisão e no jogo deste gol, tinha pouco mais de 300 pessoas assistindo.
E foi desse galho seco sem esperança que saiu o gol mais bonito de 2015.
O que aprendi com isso é que não é a empresa que você trabalha, o cargo que você ocupa, nem a posição que você tem no momento.
Você pode até estar desempregado, parecendo esquecido, mas os propositos de Deus vão se cumprir.
Não importa as circuntâncias, nem o cenario. Você pode estar disputando com o “Messi” do seu negócio, mas você vai vencer.
Na hora eram apenas 300 pessoas assistindo, hoje milhões de pessoas sabem o nome do autor do gol mais bonito de uma entidade com mais de 209 paises membros.
Davi venceu Golias, Daniel os Leões, Jonas a Baleia e Wendell o Messi.
Por que você pensa que na sua vez será diferente?
Não existem Gigantes perante a Deus em 2016 acredite mais em você!”
thWKPVHL1D

Bem Estar Emocional

emotional-health
Proteja seu Emocional!
Todos têm a força interior, foi-nos dada por Deus, mas muitos de nós subestimamos nossa capacidade de não nos deixar abater emocionalmente. O que denota aparente fraqueza é exatamente a permissão da agressão em nós. Precisamos proteger o nosso emocional, mantendo a nossa tranquilidade interior, primeiro sabendo que, quando uma pessoa nos agride, ela está gritando para que sua dor seja aliviada, pois vive no medo e na angústia de não conseguir seus intentos, senão pela agressão, e, segundo, que ela não aprendeu ainda a se relacionar de forma madura, pois parou de crescer emocionalmente, estagnando-se na infância onde foi atingida em seus princípios que não foram devidamente protegidos. Na maioria das vezes estas pessoas não são más, elas estão equivocadas em suas ações, pois acreditam que agitando a água do riacho promoverão a saída da sujeira emocional que se encontra depositada no fundo da alma.
De certa forma ainda somos muito infantis e não aprendemos a perdoar com sabedoria e compreensão sobre tudo o que realmente acontece conosco.
Tornarmo-nos seres melhores faz parte do programa de nossa estada aqui neste planeta lindo. Sempre é tempo de procurarmos pela melhora significativa de nós mesmos, não vamos desistir de nossos intentos, mas vamos saber como buscá-los sem agressões e sem permitir que sejamos jogados pra baixo. A defesa de nosso emocional é importantíssima para o nosso bem estar físico, emocional e espiritual, somente assim vamos limpando o nosso interior.
Muita paz!

Hairon H. de Freitas.

Com Respeito ganho, o próximo passo é o Amor.

respeitando pai e filho

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Hoje surge o momento de equalizar o respeito.

Antigamente o respeito só era dado aos mais velhos enquanto os mais novos eram as vezes destratados. De um momento para outro os jovens entenderam que não convinha mais cumprir o papel somente de um lado e passaram a desrespeitar os mais velhos.

Os mais velhos por vez continuaram como dantes não compreenderam a mensagem.

Neste exato momento surge a equalização do respeito, onde os mais velhos respeitam os mais novos e os mais novos respeitam os mais velhos.

Com o respeito dado nada será tomado e todos continuarão mais próximos do amor, já que este será o próximo passo.

Hairon H. de Freitas.

O EFEITO DA CÓLERA – Meimei

 

 

downloadçççç

Era uma vez um velho judeu, de alma torturada por pesados remorsos, que chegou certo dia, aos pés de Jesus, e confessou-lhe estranhos pecados.
Contou ele que usou da autoridade que tinha no passado, expulsando vários amigos de suas terras e bens, levando-os à ruína total. Com maldade premeditada, semeou em muitos corações o desespero, a aflição e a morte.
Por isso, achava-se, desse modo, enfermo, aflito e perturbado . . . Médicos não lhe solucionavam os problemas, cujas raízes se perdiam nos profundos labirintos da consciência.
O Mestre Divino, porém, ali mesmo, na casa de Simão Pedro, onde se encontrava, orou pelo doente e, em seguida, lhe disse:
– Vai em paz e não peques mais.
O ancião notou que uma onda de vida nova lhe penetrara o corpo, sentiu-se curado, e saiu, rendendo graças a Deus.
Parecia plenamente feliz, quando, ao atravessar a rua, um pobre mendigo, sem querer, pisou-lhe num dos calos que trazia nos pés.
O enfermo restaurado soltou um grito terrível e atacou o mendigo a bengaladas.
Jesus veio à rua apaziguar os ânimos. Contemplando a vítima em sangue, aproximou-se do ofensor e falou:
– Depois de receber o perdão, em nome de Deus, para tantas faltas, não pudestes desculpar a ligeira precipitação de um companheiro mais desventurado que tu?
O velho judeu, agora muito pálido, pôs as mãos sobre o peito e falou para o Cristo:
– Mestre, socorre-me! . . . Sinto-me desfalecer de novo . . . Que será isso?
Jesus, respondeu muito triste:
– Isso, meu irmão, é o ódio e a cólera que outra vez chamaste ao próprio coração. Por falta de paciência e de amor, muitos adquirem amargura, perturbação e enfermidade.

12 SINTOMAS DE UM POSSÍVEL DESPERTAR

La primera fotografía de J. Krishnamurti. Circa 1897, Madanapalle, Andhra Pradesh, India.

A primera foto de J. Krishnamurti. Circa 1897, Madanapalle, Andhra Pradesh, India.
Por: J. Krishnamurti:

1. Uma tendência crescente de deixar as coisas acontecerem ao invés de tentar controlá-las;
2. Ataques frequentes de alegria, sorrisos sem explicação e explosões de risos a qualquer momento;
3. Sensações de estar intimamente conectado aos outros e à natureza;
4. Episódios frequentes de apreciação e admiração com coisas simples;
5. Uma tendência de pensar e agir espontaneamente, no lugar do medo baseado na experiência passada;
6. Uma nítida habilidade de curtir cada momento;
7. Uma perda da habilidade de se preocupar;
8. Uma perda do desejo por conflito;
9. Uma perda de interesse por tomar as coisas como pessoais;
10. Uma perda de apetite em julgar o outro;
11. Uma perda de interesse em julgar a si mesmo;
12. Uma inclinação em dar sem esperar nada em troca.

krishnamurti1

Cora Coralina disse como envelhecer.

md.0000028583

 

Eu não tenho medo dos anos e não penso em velhice. E digo pra você: não pense. Nunca diga estou envelhecendo ou estou ficando velha.
Eu não digo. Eu não digo que estou ouvindo pouco. É claro que quando preciso de ajuda, eu digo que preciso.
Procuro sempre ler e estar atualizada com os fatos e isso me ajuda a vencer as dificuldades da vida.
O melhor roteiro é ler e praticar o que lê. O bom é produzir sempre e não dormir de dia. Também não diga pra você que está ficando esquecida, porque assim você fica mais.
Nunca digo que estou doente, digo sempre: estou ótima. Eu não digo nunca que estou cansada.
Nada de palavra negativa.
Quanto mais você diz estar ficando cansada e esquecida, mais esquecida fica. Você vai se convencendo daquilo e convence os outros. Então silêncio! Sei que tenho muitos anos.
Sei que venho do século passado, e que trago comigo todas as idades, mas não sei se sou velha não.
Você acha que eu sou? Tenho consciência de ser autêntica e procuro superar todos os dias minha própria personalidade, despedaçando dentro de mim tudo que é velho e morto, pois lutar é a palavra vibrante que levanta os fracos e determina os fortes.

O importante é semear, produzir milhões de sorrisos de solidariedade e amizade.
Procuro semear otimismo e plantar sementes de paz e justiça.
Digo o que penso, com esperança. Penso no que faço com fé. Faço o que devo fazer, com amor.
Eu me esforço para ser cada dia melhor, pois bondade também se aprende.” 

CORA CORALINA (poeta goiana que viveu até 95 anos)