Uma Linda Canção!

O ser humano é um imitador nato. Quando o cantor entoa esta linda canção, as pessoas demostram seu carinho através dos gestos e suas feições são modificadas pela graciosidade da canção. Que possamos transmitir o amor em nosso caminho até chegarmos ao ponto em que, até mesmo calados, sem dizermos nada, mesmo assim transmitiremos a paz e ela tocará os corações, podendo levar aos prantos. Somos seres sensíveis e podemos valorizar o amor, sempre o amor!
Hairon H. de Freitas

Créditos: Neste vídeo assistimos a apresentação do cantor Martin Hurkens!

O Auxílio Virá.


O problema que te preocupa talvez te pareça excessivamente amargo ao coração. E tão amargo que talvez não possas comentá-lo, de pronto.

Às vezes, a sombra interior é tamanha que tens a idéia de haver perdido o próprio rumo.

Entretanto, não esmoreças. Abraça o dever que a vida te assinala.

Serve e ora. A prece te renovará energias. O trabalho te auxiliará.

Deus não nos abandona. Faze silêncio e não te queixes.

Alegra-te e espera, porque o Céu te socorrerá. Por meios que desconheces, Deus permanece agindo.

Espirito Emmanuel – Chico Xavier

Grandes rachaduras na camada de gelo da Antártida pedem atenção do Mundo!

Deu no Site Uol: http://gizmodo.uol.com.br/rachaduras-antartida-ocidental/

No ano passado, um pedaço de mais de 580 km² do glaciar de Pine Island, na Antártida Ocidental, se soltou e caiu no mar. Agora cientistas da Terra da Universidade do Estado de Ohio, nos EUA, detectaram a causa desse evento: uma rachadura que começou muito abaixo do solo e em terra.
geleira-1

Você já se escutou hoje?

45
Você já se escutou hoje?
Que pergunta, hein?
Pois é, a nossa capacidade de escutar os outros passa primeiro pela acuidade de escutarmos bem a nós mesmos.
Normalmente, se pararmos um pouco, se tirarmos um tempo para nós mesmos, ouviremos: reivindicações, desagrados, dores e acima de tudo raiva, muita raiva.
Só que no dia a dia não nos ouvimos e passamos a vida carregando um sentimento impróprio, segundo a natureza de que Deus nos criou.
Nossa natureza é própria para a felicidade e para isso precisamos pensar os nossos sentimentos que podem estar carregados de uma emoção doente, impropria e insana.
Às vezes, quando nos escutamos, a emoção fala em: raiva, angústia, medo, depressão. Esses sentimentos acabam nos sintonizando com pessoas que alimentam este mesmo sentir, que por sinal é super inadequado.
Daí saímos pra rua, encontramos pessoas com este modelo e queremos discutir, ficamos ansiosos, tensos e queremos brigar, tudo isso por causa da sintonia.
É como se diz: você arruma a cama em que vai se deitar. Para evitar este tipo de situação, precisamos entrar em um acordo conosco mesmo, passarmos a perdoar e não guardarmos ressentimento, o que é extremamente nocivo ao nosso bem estar.
Muitas vezes ficamos esperando que alguém faça algo pra gente sem que a mesma tenha essa obrigação. Passamos a cobrar e ficamos magoados se a pessoa não faz. É uma das coisas que mais acontecem em nossa sociedade. Somos extremamente críticos e donos da verdade. Outras vezes assumimos a condição de inquisidor-mor, que gradua a crueldade dos castigos que passarão a vigorar a partir do momento em que a pessoa não atendeu às nossas insanas expectativas.
Quanta criancice de emoção, quanta infantilidade que carregamos, como, por exemplo, o sentimento medíocre de vítima. Passamos pela vida culpando Deus e o mundo pela nossa penúria.
Já passou da hora de assumirmos a nossa condição de maior idade e entendermos que a vida não foi feita para ficarmos reclamando ou nos passando por vítimas. A vida é boa pra se viver quando não pensamos em prejudicar outras pessoas, nem por pensamento; quando não ficamos criticando ou cobrando das pessoas o tempo todo, parecendo que somos seres perfeitos; quando entendemos a fragilidade pela qual todos passamos, pois somos humanos e vivemos num sistema de interação; quando enxergamos que o próximo também está à procura do melhor e merece respeito; quando não nos vitimamos; quando não ignoramos pessoas, sendo que as mesmas são a base para uma vida melhor e mais feliz; quando perdoamos os deslizes que a nossos olhos aconteceram.
A autoeducação é uma base que precisa ser consolidada e tornar-se cada vez mais forte. Precisamos nos escutar e captarmos nossas fraquezas, estudá-las e analisá-las por completo, perscrutando a nossa razão moral, que considero a lei básica e divina que possui a condição de nos educar.
Hairon Herbert de Freitas

O EFEITO DA CÓLERA – Meimei

 

 

downloadçççç

Era uma vez um velho judeu, de alma torturada por pesados remorsos, que chegou certo dia, aos pés de Jesus, e confessou-lhe estranhos pecados.
Contou ele que usou da autoridade que tinha no passado, expulsando vários amigos de suas terras e bens, levando-os à ruína total. Com maldade premeditada, semeou em muitos corações o desespero, a aflição e a morte.
Por isso, achava-se, desse modo, enfermo, aflito e perturbado . . . Médicos não lhe solucionavam os problemas, cujas raízes se perdiam nos profundos labirintos da consciência.
O Mestre Divino, porém, ali mesmo, na casa de Simão Pedro, onde se encontrava, orou pelo doente e, em seguida, lhe disse:
– Vai em paz e não peques mais.
O ancião notou que uma onda de vida nova lhe penetrara o corpo, sentiu-se curado, e saiu, rendendo graças a Deus.
Parecia plenamente feliz, quando, ao atravessar a rua, um pobre mendigo, sem querer, pisou-lhe num dos calos que trazia nos pés.
O enfermo restaurado soltou um grito terrível e atacou o mendigo a bengaladas.
Jesus veio à rua apaziguar os ânimos. Contemplando a vítima em sangue, aproximou-se do ofensor e falou:
– Depois de receber o perdão, em nome de Deus, para tantas faltas, não pudestes desculpar a ligeira precipitação de um companheiro mais desventurado que tu?
O velho judeu, agora muito pálido, pôs as mãos sobre o peito e falou para o Cristo:
– Mestre, socorre-me! . . . Sinto-me desfalecer de novo . . . Que será isso?
Jesus, respondeu muito triste:
– Isso, meu irmão, é o ódio e a cólera que outra vez chamaste ao próprio coração. Por falta de paciência e de amor, muitos adquirem amargura, perturbação e enfermidade.

Oi! Acorda saia desta ansiedade e viva o agora.

anxious_woman

É, estamos dormindo e deixando de apreciar e realizar muitas coisas interessantes que poderiam nos proporcionar muitos benefícios.

A nossa vida é uma dádiva que Deus nos concedeu e como tal, podemos fazer, cada dia o melhor para nós mesmos, à medida que empunhamos a espada da coragem, da verdade e da determinação.

A ansiedade é um perigo para nós. Começamos a senti-la um dia após o outro e acostumamos experimentar suas sensações, primeiramente colocando a culpa nos outros por tudo de ruim que nos acontece e depois começamos a perder o nosso senso de equilíbrio e de vontade, passamos a esquecer de coisas e isolamos das pessoas e das questões básicas que poderíamos encarar normalmente.

Precisamos parar um pouco a agitação de nossa mente e nada melhor do que sintonizarmos com sentimentos elevados e amorosos. Sentimentos que nos coloquem em uma faixa mais tranquila.

É tão fácil aceitarmos a agitação como uma forma normal para enfrentarmos os desafios diários, que nem paramos para pensar se poderíamos agir de uma forma calma e tranquila.

Simplesmente habituamos assim.

Em prol de um papel que representamos, por exemplo, o de bom moço que preocupa, passamos a agir de maneira doida para resolver questões que vão se tornando pesadas e insatisfatórias.

De vez em quando precisamos sacudir a barra da calça pra tirar a poeira, é assim que determinamos o que queremos ser e o que queremos sentir.

Nossa vida é uma continuação sem fim. Não existe um fim para o que somos, mas existem oportunidades que podemos colocar em nossa vista e que só dependem de nós mesmos. Consequências, sempre existirão sejam elas boas ou ruins, então pare: respire fundo e coloque freio nas emoções, pois o controle das mesmas é tudo de bom pra evitar o estresse, esse famoso vampiro sugador de nossas energias renovadoras e criador do maior bloqueio que já existiu não deixando que captemos novas energias que só conseguiremos através da sintonia com o melhor, sempre com o melhor.

Hairon Herbert de Freitas